Da suposta Atlântida aos Descobrimentos

KLAUS: Note como Pacifico oriental foi uma das ultimas áreas humanizadas da Terra. Note as tecnologias navais muito antigas já na saída de Africa. Note como o primeiro H sapiens sapiens pode ter sido nigeriano. Existiu de fato uma Atlântida? Pierre Vidal-Naquet, em seu livro sobre o tema, diz que Platão reconstrói o mito para Leia mais sobreDa suposta Atlântida aos Descobrimentos[…]

Viver o Anti-Édipo: Gilles Deleuze na “Carta a um crítico severo”

Murilo Corrêa foi, talvez, quem colocou com maior sucesso esse texto na web. De fato, é um texto que deve ser destacado. Curto, denso, revela a seu leitor boa parte da biografia de Deleuze. A hipersensibilidade na ponta dos dedos mostra a pessoa que sempre atravessou a vida com problemas mais ou menos graves de Leia mais sobreViver o Anti-Édipo: Gilles Deleuze na “Carta a um crítico severo”[…]

Um Rio e muitas Baixadas: uma questão social

Vista sobre a Baixada Fluminense A produção de resíduos tóxicos provenientes dos lares, mais do que das indústrias (como a farmacêutica ou a metalúrgica, por exemplo) são um caso de estudo para se compreender como se deu a urbanização da região metropolitana do Rio de Janeiro. A exclusão das famílias mais pobres para as áreas Leia mais sobreUm Rio e muitas Baixadas: uma questão social[…]

ANTROPOLOGIAS FOUCAULTIANAS I: “Libertar-se do ‘velho chinês’ de Königsberg”

Michel Foucault e Benedito Nunes na praia do Marahú – Belém, 1970. Será que ali discutiam Kant? Ou foi por inpiração do “velho chinês” que Foucault foi parar na praia do Marahu? ANTROPOLOGIAS FOUCAULTIANAS I Por Rogério Mattos: rogerio_mattos@hotmail.com Essa série, Antropologias foucaultianas, se destina à discussão depossíveis leituras foucaultianas, desde a tradição filosófica até Leia mais sobreANTROPOLOGIAS FOUCAULTIANAS I: “Libertar-se do ‘velho chinês’ de Königsberg”[…]

Sobre a guerra que se aproxima 2 – Um Pearl Harbor cibernético

Os idiotas pensam que nazismo e guerra mundial é coisa de alemão… A histeria que fez criar um novo tipo de macartismo, as perseguições a líderes progressistas na América do Sul e na Europa, a demonização da figura de Putin… São processos de longo curso, com muitas variáveis, mas que apontam para o perigo iminente Leia mais sobreSobre a guerra que se aproxima 2 – Um Pearl Harbor cibernético[…]

A lógica da Guerra Fria: do Lawfare à Colônia Dignidad

Quando se fala de um “estado jurídico do nazismo” este estado é o chamado “de exceção”, e seu teórico, Carl Smith. Como se sabe, o nazismo não foi só um movimento político, mas conjugou um projeto econômico, leis específicas, um regime médico e policial, além de ter seus parâmetros estéticos próprios. Contudo, o que não Leia mais sobreA lógica da Guerra Fria: do Lawfare à Colônia Dignidad[…]

O tema e o tom do Camões de José Saramago

O mercado editorial não é o campo de flores dos “campeões de venda”, como a Companhia das Letras. É uma mercado sombrio, como o as brumas do Porto como descrita por Saramago, quando faz reviver Camões em sua peça teatral. Na foto, o mínimo cuidado editorial, com as ilustrações de Günter Grass, até para compensar, Leia mais sobreO tema e o tom do Camões de José Saramago[…]